SoulRock

Música independente brasileira

Abiosi

18 de maio de 2015 Bandas / Bandas Locais

abiose
Foto: divulgação

Nome originado de ABIOSE que significa "ausência de vida", inspirado na falta de amor que as pessoas têm pela vida, matando por motivos banais.

Formada em Abril de 2001 na periferia de Ribeirão Preto (SP), o som é definido como Thrash Metal / Hard Core, pesado e agressivo, com letras em Português, tendo como objetivo protestar a desigualdade social, política, racial, pregando a paz, trazendo uma cultura periférica e retratando as dificuldades encontradas nas ruas.

Uma mistura de Thrash, Hardcore, Tribal, Hip Hop, tendo influências de bandas como: Sepultura, Ratos de Porão, Biohazard, entre outras.

Em 2002 foi gravado a primeira demo "Carnificina...Verdadeira guerra civil" com 10 faixas, tendo uma grande aceitação da mídia voltada ao cenário independente.

Em seu último trabalho de 2012 o EP intitulado "Quando não rezar não adiantar", trazem 3 músicas inéditas para divulgação do seu próximo CD.

ABIOSI vem Participando de eventos de grande importância no cenário Independente como Arena Rock em Ribeirão Preto por diversos anos, Virada cultural de Ribeirão Preto “Se Vira”, Araraquara Rock de 2012, Tocando ao lado de grandes bandas como Sepultura, que em abril de 2015 ABIOSI fez abertura para o evento histórico na cidade de Ribeirão Preto e Região, e tocando ao lado de bandas como Krisiun, Oitão, Worst, Endrah, Tolerância Zero, Garoto Podres, Cólera entre outras.

O lançamento do 3º álbum da banda esta previsto para 2015. Hoje está dando início a produção de seu novo álbum e do vídeo clipe "RESPEITO", faixa do EP "Quando Rezar não Adiantar Mais".

Integrantes:
Carlos - Vocal 
T. Orlando - Baixo, Vocal 
Celso - Guitarra
Carlão - Bateria

Ouça o Abiose:
http://www.abiosi.tnb.art.br/

Falamos sobre:

Conteúdo exclusivo:

Sobre o site:

O SOULROCK é um site que tratará a nova música independente brasileira. As conexões com o passado e suas reverberações com o futuro.Vai mostrar também a cena autoral ribeirão-pretana de um jeito jamais retratada.
O caldeirão está aberto.