SoulRock

Música independente brasileira

João da Gaita

06 de abril de 2015 Bandas / Bandas Locais

joaogaita
Foto: Divulgação.

Não é tão comum um jovem nascido no meio da década de 80 se apaixonarmos por um ritmo tão diferente: aos 11 anos de idade, João da Gaita teve seu primeiro contato com o Blues e foi amor à primeira vista. “Minha mãe tinha um namorado que era fã de Rolling Stones, Beatles, Black Sabbath entre outras bandas de Rock. Um dia, mexendo nesses discos, encontrei um dos Rolling Stones que tinha uma regravação do Muddy Waters e uma do Willie Dixon. Depois desse dia, eu nunca mais consegui ouvir outra coisa!”, conta o músico.

As influências de João da Gaita vão desde a gaita charmosa de
Little Walter e Sonny Boy Williamson II, passando pelos lendários Paul Butterfield, James Cotton, Junior Wells até o virtuoso Jason Ricci.

O Músico defende a originalidade do Blues e consegue misturar ritmos sem deixar perder a essência e a verdade do Blues Norte Americano. Em 2002, João da Gaita começou a compor suas próprias músicas. Irreverente, técnico e dono de um timbre marcante e único, desenvolveu seu próprio estilo, conseguindo transpor toda sua paixão pelo Blues quando toca sua gaita.

Sabendo da paixão dos americanos pelo Blues, João da Gaita mudou-se em 2013 para a Califórnia a fim de mostrar sua música ao mundo, onde já se apresentou em algumas casas especializadas nas cidades de Las Vegas, Los Angeles e Long Beach.

Em 2014 João da Gaita realizou mais um sonho: a gravação de seu primeiro DVD. Intitulado “ Messin’ with my friends gravado no Galpão de Eventos do SESC Ribeirão Preto, já em fase de finalização com previsão de lançamento em circuito nacional e internacional.

Veja o clipe de “It Just depends on you”:
https://youtu.be/1ez2aDXwiDU?list=UUzWGyitHO8YUW7LbfcaCiuw

 

Falamos sobre:

Conteúdo exclusivo:

Sobre o site:

O SOULROCK é um site que tratará a nova música independente brasileira. As conexões com o passado e suas reverberações com o futuro.Vai mostrar também a cena autoral ribeirão-pretana de um jeito jamais retratada.
O caldeirão está aberto.