SoulRock

Música independente brasileira

Pethit foi salvo pelo rock’n’roll

12 de dezembro de 2014 Resenhas /

pethit1
Capa e contra capa cd ‘Rock’n’roll Sugar Darling’


Por Régis Martins

Ficar velho não é fácil. Antigamente, eu ficava ansioso por um som novo, louco para dar uma opinião certeira sobre um jovem artista que parecia ter descoberto a pólvora.

Mas com a idade, ficamos mais cínicos e preguiçosos. Tudo se encaixa em algum nicho de nosso cérebro que rotula qualquer som novo. Por isso, a primeira vez que ouvi Thiago Pethit, por exemplo, logo o coloquei nesse termo bizarro definido como ‘MPB indie’.

Estava lá na mesma prateleira em que jaziam artistas como Marcelo Jeneci, Tiago Iorc, Silva, Cícero e toda esta turma que maldosamente defino como ‘viúvas dos Los Hermanos’. Sad but true.

Porém, o tempo passou, e Thiago parece ter se enchido de tudo. Sem querer querendo, li no Estadão uma entrevista dele realizada poucos dias antes do lançamento virtual de seu novo disco, em que o sujeito bradava um grito de guerra contra seu passado.

Pois bem, ‘Rock’n’roll Sugar Darling’ é realmente um grito de liberdade. É como um renascimento. Tudo o que parecia represado, reprimido e encalacrado nos dois outros discos de Thiago vêm à tona.

‘Rock’n’roll Sugar Darling’ é poderoso, canalha e algo paródico. Um herdeiro direto de ‘Transformer’ [Lou Reed, 1974]. Não tanto pelo som, mas por sua atitude safada ao escancarar viadagens, poesia de puteiro e falta de vergonha na cara. Tudo na medida certa. Pop e cafajeste.

pethit2
Foto encarte do cd

Thiago traz de volta ao Brasil brasileiro, o bom e velho rock bicha, feito com muita macheza e inspiração. Parabéns pra ele.

Ouça o cd:
https://soundcloud.com/thiagopethit

Baixe o cd:

http://www.thiagopethit.com/

 

Falamos sobre:

Conteúdo exclusivo:

Sobre o site:

O SOULROCK é um site que tratará a nova música independente brasileira. As conexões com o passado e suas reverberações com o futuro.Vai mostrar também a cena autoral ribeirão-pretana de um jeito jamais retratada.
O caldeirão está aberto.